Peixe de Aquário










Peixes de Água Doce Fria

Esses são algumas das espécies mais conhecidas:



Dourado (Kinguio, e Goldfish)


Peixe Dourado Kinguio
Nome científico: Carassius auratus

Família: Cyprinidae

Origem: China

Características:
Temperamento dócil e sociável. Seu corpo tem um formato oval e suas cores variam entre o laranja e o vermelho. São parentes das Carpas. Gostam de aquários grandes, nunca devem ser criados em aquários pequenos ou redondos conforme se vê em filmes e comerciais de TV. Também não devem ser criados sozinhos, é necessário que tenham pelo menos um companheiro. Se adaptam bem a lagos de jardim. Podem chegar aos 30 cm quando adultos. Vivem de seis a dez anos em aquários e até trinta anos em lagos.

Curiosidades:
Eram peixes da dinastia Sung, viviam nos lagos dos jardins da realeza. Ao longo dos anos foram feitas alterações nesses peixes e hoje temos uma infinidade de tipos de Peixes Kinguio. Se não alimentados adequadamente, irão revirar o fundo do aquário e destruir as plantas.

Reprodução:
Ovíparos. Reproduzem-se geralmente na primavera, nessa época as fêmeas apresentam uma protuberância na parte anal. Se desejar reproduzi-los deve-se colocar as fêmeas num aquário separado dos outros machos, pois eles irão comer os óvulos (cerca de 800), nesse aquário deve haver plantas flutuantes que é onde elas costumam desovar. Os alevinos nascem em 10 dias.

Alimentação:
Devem ser alimentados duas vezes ao dia. Comem ração em flocos, frutas, verduras, vegetais (brócolis, pepino), moscas de fruta, cereais e carne. Sua alimentação deve ser rica em proteínas inclusive a da soja.

Condições ideais:
Mudança de 20% da água toda semana. Boa oxigenação do aquário. A temperatura deve ficar em tornos dos 20 °C, Ph entre 6.6 e 7,2 e a dureza da água em torno de 7 °dH.



Danios (Paulistinha)



Nome científico: Danio Rerio

Família: Ciprinídeos.

Origem: Leste da Índia (Bangladesh).

Características:
Ativos, pacíficos e muito rápidos. Seu corpo é repleto de listras horizontais. Quando adultos medem até 5 cm. São resistentes a mudanças de temperatura. Gostam de Aquários médio e com no mínimo sete companheiros. As fêmeas são maiores e com cores menos vivas. Vivem até três anos se tratados adequadamente. São muito populares entre os iniciantes em aquarismo.

Reprodução:
Ovípara. Se reproduzem em cativeiro. A fêmea costuma desovar nas plantas. Se desejar reproduzí-los as fêmeas tem de ser separadas, pois os pais comem os ovos. Produzem cerca de 400 ovos por vez.

Alimentação:
Se alimentam de larvas e insetos e ocasionalmente alface.

Condições Ideais:
Preferem água ligeiramente ácida Ph 5 a 12 ,temperatura entre 21 a 32 °C e dureza de 5 a 12 °dH . Deve-se manter a água cristalina.



Peixe Paraíso



Nome científico: Marcodopus operculares

Família: Osphronemidae

Origem: Leste da Ásia (China, Coréia e Vietnã)

Características:
Temperamento ligeiramente agressivo. Aparência rústica, corpo robusto com listras verticais azuis e vermelhas, o dorso é rajado de marrom. Suas cores variam conforme seu humor. As fêmeas têm as cores menos acentuadas e nadadeiras menores. É um peixe resistente e de fácil adaptação ao clima. Quando adultos chegam a 7,5 cm. Deve-se colocar pelo menos dois casais no aquário para evitar disputas pelas fêmeas.

Curiosidades:
Quando alimentados não tem paciência de esperar e saltam em direção á comida. É utilizado no controle das larvas dos caramujos causadores da esquistossomose e na dengue. Seus alevinos são usados como alimentos vivos. Existe uma variedade do Paraíso que é albina e tem olhos vermelhos.

Reprodução:
Idêntica a dos betas.

Alimentação:
Alimentos vivos, industrializados, e congelados.

Condições Ideais:
Temperatura de 20 a 25 °C, Ph 7.0 e dureza 8 °dH. Iluminação natural.



Bótia de Rio Chinesa



Nome científico: Beaufortia kweichowensis

Família: Balitorídae

Origem: China (Hong Kong).

Características:
Seu temperamento é pacífico. São parecidos com as arraias, parecem estar sempre farejando o aquário. Seu corpo apresenta um tom de marrom escuro e café. As fêmeas têm as cores mais suaves. Tem o corpo achatado para aderir as pedras, pois na natureza vivem em águas de correnteza. Gostam de ficar no fundo do aquário, em cima de pedras e na areia. Chegam a medir 7,5 cm. Não é indicado colocar peixes muito pequenos juntos com eles pois eles certamente os comerão. É importante ter mais de um indivíduo no aquário. Podem viver até 3 anos se tratados adequadamente.

Reprodução:
Ovípara. Não é comum se reproduzirem em cativeiro. O macho abre um buraco no substrato onde a fêmea deposita os ovos.

Alimentação:
Rações que afundem e artemias, bloodworms botton fish e algas.

Condições Ideais:
Necessita de altos níveis de oxigênio, iluminação adequada para crescimento de algas. Dureza da água 12 °dH , Ph 7,0 a 8,0 e temperatura 20 a 24 graus centígrados. Precisam de esconderijos.